Razão de ser...

Razão de ser
Nesta cidade, cujo patrono é o ilustre poeta Bocage,
onde sempre existiu forte tradição poética,
com movimentos formais e informais de poetas e escritores,
faz todo o sentido a existência de uma Associação Cultural
que reúna os poetas numa "Casa da Poesia"
_________________________________
Objetivos da Casa (Consultar em rodapé)

terça-feira, 29 de julho de 2014

Arrábida, a bela musa!



Arrábida majestosa
Foi a musa gloriosa
Do nosso Poeta Gama.
Nela viveu deslumbrado
E lhe chamou Serra-Mãe.
Enamorado fiel
Lá viveu feliz noivado
E a elegeu para sua lua de mel.

Ventos da serra gemendo
Nascentes cantando
Auroras rosadas
Poentes dourados
Nos falam de si
E lá em baixo
O mar azul murmurando
Nos estão lembrando
Que continua vivo ali
Sebastião da Gama.
Tudo nos diz que foi ali
Que foi feliz, feliz, feliz.

                                Maria Sol, in Janelas da Alma,2 010





Sem comentários:

Enviar um comentário