Razão de ser...

Razão de ser
Nesta cidade, cujo patrono é o ilustre poeta Bocage,
onde sempre existiu forte tradição poética,
com movimentos formais e informais de poetas e escritores,
faz todo o sentido a existência de uma Associação Cultural
que reúna os poetas numa "Casa da Poesia"
_________________________________
Objetivos da Casa (Consultar em rodapé)

sexta-feira, 20 de junho de 2014

Assim nascem os sonhos!

Um sonho pequeno
Foi germinando na mente
De dois ou três,
Abriram-se alicerces, ergueram-se paredes
Com tijolos passados de boca em boca.

O sonho cimentado deu-lhe forma.
Pela sua chaminé brotam idéias,
Traçam-se riscos e rabiscos
Projectos e certezas.

A Casa da Poesia, menina de tenra idade
Tem pernas e começa a dar os primeiros passos
Sua porta é feita de letras
E de palavras coloridas é feito o seu interior
Sua fachada é bordada de poemas.

Olhamos...e ei-la! Aberta de par em par
E convida-nos a entrar.
A cidade está de parabéns.
Os poetas também.

Porque o sonho de dois ou três
Já é uma realidade!

06-06-2014
Deo.

Sem comentários:

Enviar um comentário